Os riscos das alterações nos níveis de colesterol

Os riscos das alterações nos níveis de colesterol

Entenda onde mora o perigo e como prevenir

O colesterol é um tipo de gordura que pertence à estrutura das células do cérebro, nervos, músculos, pele, fígado, intestino e coração. Ele é essencial para o funcionamento destas células. É importante para a formação de hormônios de vitamina D e até ácidos biliares, que ajudam na digestão das gorduras da alimentação.

Ele se classifica em três categorias:
- HDL - Lipoproteína de alta densidade, o chamado colesterol “bom”.
- LDL - Lipoproteína de baixa densidade, o chamado colesterol “ruim”.
- Colesterol total: todos os tipos de colesterol combinados.

Alguns fatores, como: alimentação irregular, especialmente rica em gordura saturada, sedentarismo, excesso de peso e condições hereditárias podem fazer com que os níveis de colesterol se alterem. O que pode resultar na formação de placas de gordura, que se acumulam nas paredes das artérias pouco a pouco, dificultando o fluxo sanguíneo. Essa obstrução pode levar a problemas cardiovasculares graves, Acidente Vascular Cerebral (AVC) ou a doença arterial obstrutiva.

O problema é que as alterações não causam sintomas. Por isso, muita gente não tem conhecimento do problema. E as manifestações clínicas só aparecem quando surgem danos que comprometem o funcionamento do organismo, como quando há uma obstrução de alguma artéria do coração ou nos membros inferiores, por exemplo.

Então, como prevenir e proteger sua saúde? É importantíssimo fazer check-ups regulares, com exames e consultas de rotina. Além disso, adotar hábitos saudáveis. Eles podem prevenir não só a alterações nos níveis de colesterol, mas inúmeros problemas e doenças.

Em casos em que a mudança do estilo de vida não é o suficiente, é prescrita uma medicação. Após detectado o problema, é importantíssimo se cuidar. Muita gente, mesmo com conhecimento sobre as alterações, não levam a sério as medidas para controle.

Para o biomédico Elie Georges Hachem, controlar os níveis de colesterol não é tarefa difícil, na maioria dos casos. “O primeiro passo é manter os exames em dia. É simples fazer pelo menos um check-up anual. Se a alteração for detectada, é sinal que alguns hábitos precisam ser mudados. Não estamos falando de grandes mudanças, de privações ou de virar um atleta do dia para a noite. Menos gordura saturada, mais frutas e vegetais e fazer caminhadas já ajudam muito a manter os níveis de colesterol equilibrados. Siga as orientações do médico e não trate essa alteração com descaso só porque não tem nenhum sintoma. O preço pode ser caro.”